Internautas relatam dificuldades para realizar o cadastro do Auxílio Emergencial

Dados não encontrados era a mensagem recebida por beneficiários que tentavam se cadastrar no primeiro dia do benefício,

Por Bruno Laurindo

 

Durante todo o dia desta terça-feira, 08, inúmeros internautas foram ao perfil da Caixa Econômica, no Twitter, relatar que não estavam conseguindo concluir o cadastro no Auxílio Emergencial. Em alguns casos a mensagem “dados não encontrados” aparecia na tela dos solicitantes. 

Uma internauta tuitou que insistiu mais de uma vez e não conseguiu. “Estou desde cedo tentando, mas o sistema não responde”, disse. Outro usuário descreveu a tentativa sem sucesso. “estou realizando o cadastro emergencial para minha mãe, mas o código não está chegando”. 

Internautas reclamando em redes sociais

 

Desempregada, uma beneficiária que não quis se identificar disse que entrou em contato com a Caixa e foi informada que o problema era na Receita Federal. "Liguei pra lá e a atendente disse que o erro poderia estar no cadastro da Receita Federal. Entrei em contato com a Receita e eles disseram que o cadastro estava regular", relatou a beneficiária. 

Até o fechamento dessa matéria a Caixa Econômica Federal não se pronúnciou sobre o ocorrido. 

De acordo com a Caixa, o benefício no valor de R$ 600,00 será pago por três meses, para até duas pessoas da mesma família. Para as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente será de R$1.200,00. Quem estava no Cadastro Único até o dia 20/03, e que atenda as regras do Programa, receberá sem precisar se cadastrar no site da CAIXA. 

Quem recebe Bolsa Família poderá receber o Auxílio Emergencial, desde que seja mais vantajoso. As pessoas que não estavam no Cadastro Único até 20/03, mas que têm direito ao auxílio poderão se cadastrar no site auxilio.caixa.gov.br ou pelo APP CAIXA/Auxílio Emergencial.

Em entrevista exclusiva à TV Brasil nesta terça-feira, o presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, reafirmou a disposição do Governo Federal em fazer com que o auxílio emergencial chegue até a população mais vulnerável com o máximo de rapidez. "Três parcelas do Auxílio Emergencial do Governo Federal serão pagas em 45 dias, somando R$98 bilhões", afirmou o presidente concluindo que o primeiro pagamento deve ser feito até o dia 14 deste mês. 

Para o Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, a agilidade com que o Governo Federal e a Caixa Econômica movimentaram os recursos para auxiliar os trabalhadores informais e encurtou o prazo que havia sido proposto. "Até 30 de abril nós teremos duas parcelas pagas e antes do final de maio nós teremos as três parcelas pagas, antecipando todos os pagamentos", finalizou. 

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus (COVID 19). 

Segundo a Caixa Econômica Federal, 18 milhões de solicitações foram realizadas só neste primeiro dia de cadastro.

 

Reportagem: Bruno Laurindo

Comentários